quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Estreias | Doutor Estranho, Animais fantásticos e Gilmore girls

Um comentário:
Olá você!

No sábado passado eu deveria ter postado a resenha de O iluminado, mais um livro do Stephen King que eu li esse mês. Porém, eu não consegui escrever nem uma linha sobre o livro ainda. O que me deixou sem assunto por uma semana... até que eu lembrei das surpresas que esse novembro nos reserva; nós, fãs de Cultura Pop, marvetes, potterheads e órfãos de Gilmore Girls. Sim, amigos, novembro vai ser um mês ÉPICO!

Tá, talvez nem tanto, mas vai chegar bem perto disso. Não sei se nesses quase cinco anos de blog eu deixei claro que sou nerd de carteirinha. Se for esse o caso, deixe-me corrigir: eu sou muito nerd, do tipo que vai discutir se Batman vs Superman é tão ruim quanto dizem e se Vingadores é tão bom quanto dizem... esse tipo chato de nerd, mesmo.

Mas, vamos focar em um assunto por vez, não é mesmo?

1. Doutor Estranho - Marvel Studios - 03/11/2016

No próximo dia 3, quinta-feira, estreia no Brasil o filme Doutor Estranho, o mais novo personagem da Marvel Comics a ganhar uma versão live action nos cinemas. O responsável por dar vida ao personagem é Benedict Cumberback, que não é muito conhecido pelo público médio, mas é o nosso querido Sherlock Holmes da série Sherlock (BBC), o Khan do segundo filme da nova trilogia de Star Trek (Paramout Pictures) e fez a voz do dragão Smaug na trilogia O hobbit (Warner Bros.). Ou seja, o cara adora uma boa produção nerd e o nerd adora o cara. Estamos muito bem entendidos.

Eu confesso que não sei muito sobre o personagem, porque não sou marvete, dessa editora eu só li quatro volumes de um crossover com a DC Comics, no qual os personagens só ficam lutando para ver quem é mais forte; li três volumes de quatro da série Marvels (o primeiro volume é o que está faltando); e o encadernado do Demolidor (Demônio da guarda), que foi lido no ano passado. Em outras palavras, tudo o que eu sei do Universo Marvel se resume a esses quadrinhos, Homem-Aranha e o que foi mostrado até agora do Universo Marvel do Cinema (Homem de ferro, Thor, Hulk, Vingadores, Homem-formiga, etc...).

Então, por que estou animada? Porque esse filme promete ser louco. E digo no sentido amplo da palavra. Já assistiu A origem, aquele filme sem pé nem cabeça com o Leonardo DiCaprio? Eu acho que vai ser nessa vibe. O que pra mim é uma coisa muito boa...

O médico Stephen Strange é um cirurgião arrogante que um dia sobre um grave acidente de carro e perde a capacidade de usar as mãos, antes tão habilidosas. Ele vai buscar uma cura e acaba se deparando com uma espécie de seita mística e, pra resumir, se torna o maior mago do universo Marvel.

[ATUALIZADO EM 24/11/2016] - Resenha do filme



:::

2. Gilmore Girls: um ano para recordar - Netflix - 25/11/2016


O que dizer sobre essa série? Se você ainda não assistiu, tem que assistir pra ontem! Ela chegou ao fim em 2007, após sete temporadas de altos e baixos. A história de uma mãe e uma filha muito parecidas, obcecadas por café e com raciocínio rápido-ligeiro. Eu comecei a assistir no SBT que, como sempre, nunca termina as séries que começa. Então, a partir da segunda temporada, eu só vi essa série em ritmo de maratona. Duas vezes. Uma há seis anos e outra há algumas meses. E estou me segurando de ansiedade. Faltam apenas 29 dias, mas ei, é tempo pra caramba pra esperar!

E assim... eu não sou a maior fã das últimas temporadas. Não gosto do destino da Rory na sexta temporada, a personagem está descaracterizada. E a relação da Lorelai com o Luke vai por água a baixo por falta de comunicação (depois de nos fazer esperar por 5 temporadas). O final é legal, os personagens se reencontram em si mesmos, mas ainda assim foi frustrante. E vale lembrar que os criadores da série, Amy Sherman-Palladino e Daniel Paladino não estavam presentes na última temporada. Ou seja, acompanhar a série e ver que a coisa degringolou no final foi bem triste.

Mas tudo tem o seu tempo e chegou a hora de retomar a história e fazer a coisa funcionar do jeito que deveria. Amy Sherman-Palladino voltou ao comando da série para mais 4 episódios (um em cada estação do ano), que serão exibidos pela Netflix para a felicidade geral da nação!

Nessa nova temporada de quatro episódios, três gerações de mulheres Gilmore estão enfrentando mudanças e desafios novos em suas vidas e se reencontram para se ajudarem e enfrentar essa nova e complicada fase.



:::

3. Animais fantásticos e onde habitam - Warner Bros - 17/11/2016


Deixei o melhor para o final! Vamos ter mais do UNIVERSO DE HARRY POTTER no cinema! Sério, que notícia maravilhosa! Eu estou muito ansiosa por esse filme, para conhecer os personagens e descobrir onde J. K. Rowling quer chegar com a história. E vou logo confessar que no começo eu não estava esperando muita coisa. Estava estranhando a escolha. Porque enquanto estávamos todos esperando a história dos Marotos ou dos criadores de Hogwarts ou dos filhos de Harry (Cursed Child feelings), o que J. K. resolveu nos dar foi a história por trás do bruxo que escreveu o livro didático "Animais Fantásticos e onde habitam". Tipo, oi?

Mas logo no primeiro trailer eu senti aquele velho aperto no peito, a nostalgia de Harry Potter, a alegria de ver o universo de volta e comprei a ideia. Porém, quando eu vi o último trailer e ouvi os nomes de Grindewald e Dumbledore, eu saquei que a história não é sobre animais fugindo da maleta e o Newt Scamander caçando um por um.

Cara, só quem leu Harry Potter e as Relíquias da Morte vão entender do que estou falando! E serão cinco filmes. CINCO FILMES. Eu estou muito feliz, vocês não têm noção! Sem falar que vai ter muito fan service pros Potterheads.

No filme, vamos acompanhar Newlt Scamander, um ex-aluno de Hogwarts, que está viajando pelo mundo em busca de criaturas mágicas desconhecidas. Quando chega em Nova York, algumas das criaturas que ele havia coletado em sua maleta mágica, conseguem escapar e Newlt precisa encontrá-las, antes que o mundo bruxo seja exposto aos no-majs.



:::

Ah! E não vamos esquecer que no dia 31 de outubro será lançado a versão traduzida de Harry Potter e a criança amaldiçoada! Eu li a versão em inglês mesmo e não achei muito bom, mas cada um tem sua opinião. Espero que você compre, leia e goste bastante. ^_^'

De qualquer forma, aqui estou eu, roendo as unhas, contando a grana pro cinema, olhando diariamente e sem esperanças no catálogo da Netflix e torcendo para o dia 03 chegar logo. O ponto de partida do mês mais legal pro nerd de cinema e televisão! :D

Tenham um bom final de outubro, um ótimo Halloween e nos vemos no mês que vem. Quem sabe com resenhas de filmes e séries?

Citando Érico Borgo, do Omelete: "Que época boa pra ser nerd!"

sábado, 8 de outubro de 2016

Livro | Recomendação | Livros infantis | Parte 1

Nenhum comentário:
Olá mais uma vez! =D

Bom, como dia 12 é o Dia das Crianças, hoje vim falar sobre dois dos meus livros infantis favoritos, aqueles que me fizeram amar a leitura e que me ajudaram a formar meu gosto literário e meu caráter (porque é isso que os livros fazem e começa na infância).

Sem mais apresentações, vamos às indicações de hoje:

>>> A bolsa amarela - Lygia Bojunga


Esse livro eu li na quinta série, a pedido da professora de português. Conta a história de Raquel, uma menina que tem três grandes vontades, que ela já não consegue esconder:

1) "Vontade de crescer de uma vez e deixar de ser criança";

2) "Vontade de ter nascido garoto em vez de menina";

3) "Vontade de escrever";

As vontades de Raquel parecem crescer e engordar cada dia mais, por isso, ela precisa de algum lugar onde ela possa guardá-las para ninguém na sua família ficar rindo dela.

Logo, sua tia decide doar algumas coisas velhas que ela não quer mais e as manda para a família de Raquel. Entre roupas e outros objetos que não interessam à menina, há uma bolsa amarela cheia de bolsos por dentro e por fora.

Raquel decide, então, guardar suas vontades nos bolsos dessa "bolsa amarela". Mas a história não para por aí... com o tempo, Raquel faz novos amigos inusitados e vai aprendendo a lidar com suas vontades e amadurecendo.

Eu adorei esse livro e o guardo com carinho há 16 anos, porque me identifiquei muito com a personagem. A começar pelo nome - Raquel -, que é o mesmo nome da minha irmã. Segundo, porque eu sempre fui mais moleca do que a boneca feminina que queriam que eu fosse. Eu gostava mais dos meus carrinhos do que das minhas Barbies.

Só a vontade de crescer que era um pouco diferente. Eu não queria crescer. Queria ser criança para sempre e cheguei a escrever isso em um diário... que minha irmã leu, riu, e espalhou para toda a família - algo parecido com o que acontece com a Raquel do livro.

Outra vontade que tinha tudo a ver comigo - e ainda tem - é a vontade de escrever. Adoro escrever e, mesmo que ultimamente os originais não estejam saindo, compenso escrevendo nesse blog d=.

Enfim, eu adoro esse livro, pois apesar de algumas coisas estranhas, como fazer amizade com guarda-chuva quebrado, clipes de papel e um galo de briga... ele é muito sensível e toca lá no fundo do coração. (E sim, eu era essa criança estranha que brincava com qualquer coisa como se fossem personagens de uma história).

*

>>> O fantástico mistério de Feiurinha - Pedro Bandeira

A bem da verdade, eu indicaria qualquer livro do Pedro Bandeira para ajudar as crianças a gostar de ler. E poderia até citar o primeiro dele que li, que é Ritinha Danadinha, mas estou focando nos meus favoritos... então, O fantástico mistério de Feiurinha se encaixa melhor.

Esse livro vai contar a história das princesas de contos de fadas que conhecemos tentando descobrir o que aconteceu com a pobre Feiurinha, outra princesa, que desapareceu. E há outro problema: elas não se lembram de qual é a história de Feiurinha.

Para ajudá-las nessa tarefa, elas entram em contato com um escritor, para que ele lhes conte e reescreva a história de Feiurinha.

Esse livro é divertido, leve, e é do Pedro Bandeira. Tem uma piada ótima com os "príncipes encantados" e a história que Pedro cria para a Feiurinha é o conto de fadas mais bonitinho que tem.

*

>>> Turma da Mônica - Maurício de Souza Produções

Como eu poderia deixar essa turminha fora dessa lista? Geralmente eu só indico dois livros, mas nunca poderia me contentar com essa postagem se não fizesse uma exceção. Além disso, todos sabemos que a Turma da Mônica é uma das principais responsáveis pelo gosto de leitura das crianças. E como poderia deixar de ser?

Já tentou ler os quadrinhos da Turma hoje em dia? Tem piadas lá que a gente só pega depois de muitos anos de experiência com a cultura pop e, enfim, com a vida.

Fica aqui minha menção honrosa aos meus primeiros personagens favoritos. Especialmente o Cebolinha! ^___^


*

Espero que tenham gostado dessa postagem. Por favor, deixem nos comentários outras indicações e seus livros favoritos da infância! Tenham um ótimo mês das crianças e vejo vocês no dia 22!