sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Livro | Resenha | Eu sou Malala - Malala Yousafzai com Christina Lamb

Nenhum comentário:
Olá você!

Bom... essa não é exatamente uma resenha, é mais um comentário. Me peguei pensando: "Como vou fazer uma resenha de uma biografia?". Pareceu sem sentido para mim "julgar" a vida de uma pessoa ou seus méritos... e de qualquer forma, achei que, nesse caso, vale e merece uma recomendação.




Para quem não sabe, Malala é uma adolescente paquistanesa que sofreu um atentado terrorista em sua terra natal, o Vale do Swat. O atentado foi de autoria do talibã, um grupo extremista que tinha controlado o Swat por alguns anos e que, entre outras coisas, pregava que as meninas do islã não deveriam frequentar a escola depois do primeiro grau.

Malala, filha de um ativista conhecido da região e dono de uma escola que ensinava tanto meninos quanto meninas, sempre foi incentivada por ele a defender as coisas nas quais acreditava. Ela se tornou, aos catorze anos, uma voz ativa na defesa dos direitos das meninas paquistanesas de frequentar escolas.

Segunda ela conta logo no prólogo do livro, o talibã parou o veículo escolar em que ela estava com as colegas de escola e perguntou: “Quem é Malala?”. Nenhuma das meninas respondeu, mas algumas olharam para ela. Foi o suficiente. O homem que havia subido no veículo disparou três vezes. Uma acertou sua amiga, outro acertou sua colega e outro acertou sua cabeça.

Em 2014, aos 17 anos, Malala recebeu o Nobel da Paz, dividido com o indiano Kailash Satyarthi. Ambos foram laureados pelo prêmio após suas defesas pelo direito à educação das crianças.

Se isso ainda não te convenceu de que o livro merece ser lido, há outra coisa que me interessou nele. Na nossa sociedade ocidental é muito difícil encontrar informações coerentes e razoáveis sobre o islamismo e a relação dos mulçumanos com o terrorismo fundamentalista. Eu peguei esse livro emprestado de um colega de trabalho, após os atentados terroristas que ocorreram na França, no final do ano passado, a fim de tentar entender a religião e seus seguidores. É essa experiência que eu recomendo para todo mundo.

Para resumir mal e porcamente o livro:

Malala conta como interesses políticos e religiosos se misturaram para criar o cenário que transformou o Paquistão em um sinônimo de terrorismo. Segundo ela, houveram vários ditadores no país e os políticos praticamente não se interessavam pelos problemas do povo. Se aproveitando do descaso do governo e da ignorância da população (que sempre foi carente em escolas, mesmo para os meninos) grupos fundamentalistas foram aos poucos ganhando “corações e mentes” na região em que Malala vivia. O “bonito Vale do Swat”, como ela se refere, se transformou em um território dominado pelo talibã. O grupo chegava a matar opositores de suas ideias na praça da cidade e deixar corpos expostos. A população passou a viver com medo.

Quando o governo finalmente resolveu intervir, muitas famílias, inclusive a família de Malala, precisou sair do Swat e viver como refugiados. Mesmo que o exército paquistanês tenha vencido a disputa, o controle do talibã nunca abandonou realmente o Vale, prova disso foi o atentado sofrido por Malala.

Há muitos detalhes e muitas informações importantes no livro que valem a pena serem lidas. Ainda mais numa época em que temos encontrado tanta dificuldade em ouvir os outros, em entender que existem opiniões diferentes e que não é porque você escolheu um lado, que o seu lado é certo e o outro é errado.

Falo, claro, não apenas de quem afirma que todo mulçumano é terrorista e que o islamismo é uma religião violenta, mas de todo mundo que tira conclusões definitivas sobre culturas e ideais que não conhecem, somente por serem opostos aos seus. Isso te lembra alguma coisa? Pois é.

Ligue a legenda:

Enfim... terminei esse livro mais consciente dos meus preconceitos e hipocrisias. Um tapa na cara que todo mundo deveria levar de vez em quando.

sábado, 2 de janeiro de 2016

DMP | Meta literária de 2016 | Apresentação

2 comentários:
Olá! Feliz Ano Novo para todos vocês!!!

Achei importante começar esse ano com metas bem estabelecidas e dando passos concretos para a realização de metas anteriores. Sendo assim, preparei no Skoob a minha meta literária de 2016 e - acho - nesse ano resolvi ser mais honesta com minhas escolhas. Para quê colocar títulos que estão entalados na minha estante se não estou nada interessada em lê-los? Só vai fazer com que eu os pegue já com o sentimento errado para a leitura de qualquer livro: ressentimento.

Eu geralmente escolho 12 livros para ler durante o ano. No entanto, dessa minha lista, há pelo menos 4 livros que já foram iniciados, por isso, estou considerando 2 desses livros como 1 e somando mais 10 livros.

A Revolução dos Bichos - George Orwell - Formato: Digital - Iniciado: Página 60 de 108. - Editora: Companhia das Letras.

Sinopse (Skoob): "Verdadeiro clássico moderno, concebido por um dos mais influentes escritores do século 20, "A Revolução dos Bichos" é uma fábula sobre o poder. Narra a insurreição dos animais de uma granja contra seus donos. Progressivamente, porém, a revolução degenera numa tirania ainda mais opressiva que a dos humanos

Para mais conteúdo, acessar a página do livro no Skoob.
- Eu sou Malala - Malala Yousafzai com Christina Lamb - Formato: Físico (emprestado) - Iniciado: Página 186 de 342 (360 no Skoob, pois consideram as páginas com fotos no meio do livro). - Editora: Companhia das Letras.

Sinopse (Skoob): "Quando o Talibã tomou controle do vale do Swat, uma menina levantou a voz. Malala Yousafzai recusou-se a permanecer em silêncio e lutou pelo seu direito à educação. Mas em 9 de outubro de 2012, uma terça-feira, ela quase pagou o preço com a vida. Malala foi atingida na cabeça por um tiro à queima-roupa dentro do ônibus no qual voltava da escola. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. (...)

Para mais conteúdo, acessar a página do livro no Skoob.



Robinson Crusoe - Daniel Defoe - Formato: Físico (doação) - Iniciado: Página 48 de 384 - Editora: Martin Claret.

Sinopse (Skoob): Como um clássico, As aventuras de Robinson Crusoé pertence à categoria daqueles livros que, como disse Ítalo Calvino, nunca são lidos, mas relidos; ou que, constituindo um tesouro inexaurível aos que os leram quando bem jovens, continuam a ser a mesma coisa aos que os lêem em idade mais avançada e com mais condições de apreciá-los; ou mesmo livros que mudam, a cada nova perspectiva histórica, como nós outros mudamos, e que por isso mesmo, ao nos caírem nas mãos em épocas sucessivas, fazem com que sua releitura seja um "acontecimento totalmente novo".

- O nome do vento - Patrick Rothfuss - Série: A crônica do matador do rei - Livro: 1 - Formato: Físico - Iniciado: Página 242 de 648. - Editora: Arqueiro.

Sinopse (Skoob): Ninguém sabe ao certo quem é o herói ou o vilão desse fascinante universo criado por Patrick Rothfuss. Na realidade, essas duas figuras se concentram em Kote, um homem enigmático que se esconde sob a identidade de proprietário da hospedaria Marco do Percurso.

Para mais conteúdo, acessar a página do livro no Skoob.


O diário de Anne Frank - Anne Frank - Formato: Físico - Páginas: 352 - Editora: Record.

Sinopse (Skoob): O depoimento da pequena Anne Frank, morta pelos nazistas após passar anos escondida no sótão de uma casa em Amsterdã, ainda hoje emociona leitores no mundo inteiro. Seu diário narra os sentimentos, medos e pequenas alegrias de uma menina judia que, com sua família, lutou em vão para sobreviver ao Holocausto.

Para mais conteúdo, acessar a página do livro no Skoob.



A Grande Rainha - Marion Zimmer Bradley - Série: As brumas de Avalon - Livro: 2 - Formato: Físico - Páginas: 229 - Editora: Imago.

Sinopse (Skoob):  A Senhora da Magia, A Grande Rainha, O Gamo-Rei e O Prisioneiro da Árvore são os quatro volumes que compõem As Brumas de Avalon - a grande obra de Marion Zimmer Bradley -, que reconta a lenda do rei Artur através da perspectiva de suas heroínas. 

Para mais conteúdo, acessar a página do livro no Skoob.




O festim dos corvos - George R. R. Martin - Série: As crônicas de Gelo e Fogo - Livro: 4 - Formato: Digital - Páginas: 644 - Editora: LeYa.

Sinopse (Skoob): Dando continuidade à saga mais ambiciosa e imaginativa desde O Senhor dos Anéis, As Crônicas de Gelo e Fogo prosseguem após o violento triunfo dos traidores. Enquanto os senhores de Norte lutam incessantemente uns contra os outros e os Homens de Ferro estão prestes a emergir como uma força implacável, a rainha regente Cersei tenta manter intacta a força dos leões em Porto Real. Os jovens lobos, sedentos por vingança, estão dispersoso pela terra, cada um envolvido à sua maneira no perigoso jogo dos tronos.

Para mais conteúdo, acessar a página do livro no Skoob.

Admirável mundo novo - Aldous Huxley - Formato: Digital - Páginas: 312 - Editora: Biblioteca azul.

Sinopse (Skoob): Uma sociedade inteiramente organizada segundo princípios científicos, na qual a mera menção das antiquadas palavras “pai” e “mãe” produzem repugnância. Um mundo de pessoas programadas em laboratório, e adestradas para cumprir seu papel numa sociedade de castas biologicamente definidas já no nascimento. Um mundo no qual a literatura, a música e o cinema só têm a função de solidificar o espírito de conformismo. Um universo que louva o avanço da técnica, a linha de montagem, a produção em série, a uniformidade, e que idolatra Henry Ford. Essa é a visão desenvolvida no clarividente romance distópico de Aldous Huxley, que ao lado de 1984, de George Orwell, constituem os exemplos mais marcantes, na esfera literária, da tematização de estados autoritários.

Para mais conteúdo, acessar a página do livro no Skoob.


Laranja mecânica - Anthony Burgess - Formato: Digital - Páginas: 224 - Editora: Aleph.

Sinopse (Skoob): Narrada pelo protagonista, o adolescente Alex, esta brilhante e perturbadora história cria uma sociedade futurista em que a violência atinge proporções gigantescas e provoca uma reposta igualmente agressiva de um governo totalitário.

Para mais conteúdo, acessar a página do livro no Skoob.




Os três mosqueteiros - Alexandre Dumas - Formato: Físico - Páginas: 467 - Editora: Círculo do livro.

Sinopse (Skoob): Os três mosqueteiros estão prontos para defender o rei Luiz XIII. Athos, Porthos e Aramis enfrentam todos os perigos para impedir que o demoníaco Cardeal Richelieu destrua o rei da França. Enquanto isso, o jovem D'Artagnan que sonha ser um Mosqueteiro, coloca sua vida em risco quando resolve agir sozinho e apaixona-se pela Condessa de Winter, a bela espiã de Richelieu. Se D'Artagnnan conseguir escapar das armadilhas da Condessa e tornar-se um Mosqueteiro, ainda assim terá que provar sua lealdade e habilidade de grande espadachim.



Razão e sentimento - Jane Austen - Formato: Digital - Páginas : 400 - Editora: L&PM Pocket.

Sinopse (Skoob): Após a repentina morte do marido, a sra. Dashwood se vê sozinha com três jovens filhas, Elinor, Marianne e Margaret. Como se a tristeza já não fosse o bastante, elas precisam encontrar um lugarpara morar, pois a propriedade da família fora herdada pelo meio-irmão delas. Em meio a este turbilhão, Elinor e Marianne, as irmãs mais velhas, estão às voltas com aquilo que poderia lhes assegurar um futuro melhor: um bom casamento. Elinor, sensatamente, estima e gosta de um homem que só cresce aos seus olhos quando descobre por que ele não pode se casar com ela. Já Marianne, seguindo seu coração, se apaixona perdidamente por um homem de caráter duvidoso.

Dracula - Bram Stoker - Formato: Físico - Páginas: 368 - Editora: Nova Cultural.

Sinopse (Skoob): Drácula é o mais famoso vampiro da literatura moderna e contemporânea, citado no Guiness Book como o monstro fictício com maior número de aparições na mídia -- diretas ou indiretas... Publicado originalmente em 1897, com inspiração em relatos do folclore romeno (coletados por Stoker) sobre a ocorrência de nosferatus, ou mortos-vivos, e na infame saga do Príncipe Vlad III Drakulya, o filho do Dragão (ou Serpente[Drac]): Voivoda (warlord) da Valáquia e Transilvânia que lutou contra os Turcos no Século XV. |...| O romance "Drácula" definiu o arquétipo do vampiro moderno como o ser diabólico que se alimenta do sangue de suas vítimas e tem poderes extraordinários... 

Para mais conteúdo, acessar a página do livro no Skoob.

A bússola de ouro - Philip Pullman - Série: Fronteiras do universo - Formato: Digital - Páginas: 365 - Editora: Objetiva

Sinopse (Skoob): No primeiro volume, "A Bússola Dourada", Lyra enfrenta uma arriscada jornada ao extremo Norte para salvar Roger, seu melhor amigo, e outras crianças de terríveis experiências científicas que as separam de seus daemons.







O chamado do Cuco - Robert Galbraith (J. K. Rowling) - Série: Cormoran Strike - Livro: 1 - Formato: Digital - Páginas: 448 - Editora: Rocco.

Sinopse (Skoob): Quando uma modelo problemática cai para a morte de uma varanda coberta de neve, presume-se que ela tenha cometido suicídio. No entanto, seu irmão tem suas dúvidas e decide chamar o detetive particular Cormoran Strike para investigar o caso.

Para mais conteúdo, acessar a página do livro no Skoob.




Bom, amiguinhos, essa é minha modesta lista de livros para ler em 2016. Estou bem contente com ela e acredito que seja bem possível atingi-la até 31/12/2016. Alguns títulos, como O chamado do Cuco, Dracula e Os três mosqueteiros faziam parte da lista do ano passado, mas como já expliquei no último post, eu tive sérios problemas literários em 2015.

Não há nenhum quadrinho nessa lista, porque é uma leitura muito rápida e eu estaria "trapaceando", se é que se pode dizer isso de uma meta pessoal. De qualquer forma, tenho um monte de quadrinhos aqui em casa e pretendo encaixá-los nas minhas leituras.

No mais, tenham um bom ano, cheio de leituras e autores novos, vençam seus preconceitos literários e desistam de livros ruins, porque a vida é muito curta para perder tempo com mesquinharias e coisas que não nos fazem bem. Abraços e até a próxima!