sábado, 31 de dezembro de 2016

DMP | 100 autores | Atualização 2016

Nenhum comentário:
Olá você!

Hoje vim atualizar o meu Desafio dos 100 autores, que iniciei em 20 de junho de 2015. Então, resolvi que já estava na hora de vir e atualizar as contas! 

"Sentada em uma cafeteria. Eu não poderia me sentir mais como uma verdadeira escritora"

Dessa vez eu queria ser mais justa com todas as pessoas que já me influenciaram de alguma forma, então eu pesquisei nome de autores de livros que li ao longo da vida e percebi que tinha esquecido de considerar nomes de autores de HQs, sendo que eles também são contadores de história, certo?

Outra coisa importante é que resolvi considerar autores que escreveram algum livro em conjunto como um único autor, e incluí nesse item parcerias com autores que eu já havia lido antes, como J. K. Rowling e Stephen King.

Sendo assim, está na hora de dar créditos às pessoas devidas:

*****

52. Antonio de Alcântara Machado

  • Brás, Bexiga e Barra Funda
53. Carlos Drummond de Andrade
  • Poesias (várias).
54. Alex Ribeiro
  • Caso Escola Base: Os abusos da imprensa
55. Luís Fernando Veríssimo
  • Contos e crônicas (vários).
56. Bernie Su e Kate Rorick (2016)

  • O diário secreto de Lizzie Bennet

57. Sylvain Reynard
  • O inferno de Gabriel
    • O inferno de Gabriel
    • O julgamento de Gabriel
58. Taty Ades
  • Hades: Homens que amam demais
59. Charles Perrault
  • Cinderela
60. Christina Lauren
  • Cretino irresistível
    • Cretino irresistível
61. Malala Yousafzai com Christina Lamb (2016)
62. Sylvia Brena e Ignacio Straffi
  • Maya Fox
    • A predestinada
63. Vitor e Lu Caffagi (2016)
  • Turma da Mônica
    • Laços
    • Lições
64. Chimamanda Ngozi Adichie
  • Sejamos todos feministas
65. Masashi Kishimoto
  • Naruto
66. Grant Morrison
  • Batman e filho
  • Batman e Robin
  • Batman: o retorno de Bruce Wayne
  • Batman e o tempo (Batman n° 700)
67. Frank Miller
  • Batman: O cavaleiro das trevas I
68. Alan Moore
  • A piada mortal
69. Kevin Smith
  • Demolidor: O demônio da guarda
70. J. K. Rowling, Jack Thorne e John Tiffany (2016)
  • Harry Potter and the cursed child
71. Stephen King e Peter Straub (2016)
  • O talismã
    • O talismã
72. Penny Jordan
  • Amando o homem errado
73. Janelle Denison
  • Amor sem compromisso?
74. Madeleine Ker
  • Brilho de esperança
75. Margaret Pargeter
  • Caminhos do perdão
76. Deborah Bladon
  • Pulse
    • Pulse
    • Impulse
77. June Grey
  • Disarm
    • Disarm
    • Besiege
    • Retreat
    • The Henry Sessions
    • Engage
    • Capture
78. Joan Hohl
  • Noiva de pedra
79. Robert Louis Stevenson (2016)
  • O médico e o monstro
80. Emma Richmond
  • Caçada a um solteirão


*****

É isso pessoal. Estou chegando à reta final do meu desafio auto imposto e assim que conseguir concluí-lo, passarei a uma tarefa mais difícil, que só vou falar sobre mais tarde.

No canto direito do blog, você vai encontrar uma lista para a lista oficial desse desafio, com os nomes de outros 51 autores já lidos.

Boas Festas a todos e nos vemos em 2017! ;)

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

DMP | Meta literária e leituras de 2016

Nenhum comentário:
Olá você!

O fim do ano se aproxima e é chegada a hora de fazer um balanço da Meta Literária de 2016 e falar sobre as minhas leituras desse ano! :)

Como todo ano, a Meta Literária começou bem. Procurei pegar apenas livros que estivessem na meta, mas logo a coisa desandou. Normal... Mas não é só de metas literárias não concluídas que se vive. Li muitos livros e HQs bons esse ano e posso dizer com orgulho que foi um ano bastante produtivo e satisfatório! =D

*****

::: Eu sou Malala - Malala Yousafzai com Christina Lamb (Meta Literária 2016) :::

Biografia da menina de paquistanesa de 16 anos, que ganhou o prêmio Nobel da paz, por sua luta pelo direito das mulheres à educação e liberdade. Malala foi baleada por extremistas do Talibã e sobreviveu para contar sua história.
Resenha - [Leia].





::: A revolução dos bichos - George Orwell  (Meta Literária 2016) :::

Fábula escrita por George Orwell, que faz referência à Revolução Russa e ao comunismo.
Os animais da Granja do Solar resolvem unir forças para derrubar o fazendeiro tirano e construir a própria sociedade igualitária e justa. Porém, a ganância de alguns porcos coloca tudo em risco.
Resenha - [Leia].




::: Razão e sensibilidade - Jane Austen  (Meta Literária 2016) :::

Primeiro livro lançado por Jane Austen sob o codinome A Lady e segundo livro que li da autora.
Conta a história das irmãs Elinor e Marianne, que possuem personalidades e ambições muito diferentes. Enquanto uma prefere sofrer por amor calada, a outra não se preocupa com a má impressão que pode causar na sociedade, ao mostrar suas paixões de forma intensa.
Resenha - [Leia].



::: O diário de Anne Frank - Anne Frank  (Meta Literária 2016) :::

O diário real da adolescente judia mais conhecida do mundo, contando de forma simples e intensa sua experiência vivendo por quase dois anos em um anexo escondido, para fugir da perseguição nazista na Holanda.







::: Carrie, a estranha - Stephen King :::

O primeiro livro publicado pelo mestre do horror moderno, conta a história da adolescente Carrie, que vive com a sua mãe fanática religiosa, e sofre com as provocações dos colegas de escola. Um dia, Carrie é vítima de uma brincadeira cruel no baile da escola e se vinga com ajuda de seus poderes telecinéticos.
Resenha - [Leia].




::: A Grande-Rainha - As brumas de Avalon 2 - Marion Zimmer Bradley  (Meta Literária 2016) :::

Segundo volume da série que conta a clássica história do Rei Arthur sob a perspectiva das mulheres de sua família. Nesse volume, conhecemos mais sobre Ginevere, jovem inocente e religiosa, que lhe foi dada para casamento.
Resenha - [Leia].





::: O diário secreto de Lizzie Bennet - Bernie Su e Kate Rorick :::

Baseado na websérie de mesmo nome, que por sua vez era uma adaptação do clássico Orgulho e preconceito, essa história reimagina os personagens de Jane Austen como jovens do século XXI. Lizzie é uma estudante de comunicação que decide começar um vlog diário para contar seu dia-a-dia, como parte de um trabalho de faculdade.





::: Joyland - Stephen King :::

O livro conta a história de Devin Jones, um universitário que consegue um emprego de verão em um parque de diversões chamado "Joyland". Lá, ele descobre que uma garota foi assassinada em um dos brinquedos. Perturbado com a ideia que o espírito dela ainda está preso ao local, Devin decide encontrar seu assassino.
Resenha - [Leia].




::: O chamado do Cuco - Cormoran Strike 1 - Robert Galbraith (J. K. Rowling)  (Meta Literária 2016) :::

O detetive particular Cormoram Strike é contratado para descobrir a verdadeira natureza da morte da super modelo Lula Landry, até então apontado como suicídio. Para ajudá-lo, acaba contratando a jovem Robin Ellacott, que mostra-se interessada em seguir a mesma carreira que ele.
Resenha - [Leia].




::: Cidades de papel - John Green :::

O adolescente Quentin Jacobsen fica obcecado em descobrir o paradeiro de Margo Roth Spiegelman, por quem nutre uma paixão platônica desde que era criança.
Resenha - [Leia].








::: Turma da Mônica: Laços - Vitor e Lu Caffagi :::

HQ da Graphic MSP, conta a história da turminha em uma noite de aventura, enquanto procuram pelo cãozinho do Cebolinha, que fugiu de casa. Leve e sensível, a HQ reforça os laços de amizade entre Mônica, Cebolinha, Magali e Cascão.
Resenha  - [Leia].





::: Turma da Mônica: Lições - Vitor e Lu Caffagi :::

Continuando a história de Laços, essa HQ mostra como as crianças tentam se adaptar a uma nova realidade: a separação. Enquanto Mônica é obrigada a mudar de escola, Cebolinha enfrenta um valentão no colégio, Cascão é mandado para uma aula de natação e Magali para uma aula de boas maneiras.
Resenha  - [Leia].





::: Sejamos todos feministas - Chimamanda Ngozi Adichie :::

Adaptação de um discurso de Chimamanda, sobre o feminismo e a necessidade de derrubar os esteriótipos atribuído às mulheres.








::: Se eu ficar - Se eu ficar 1 - Gayle Forman :::

De longe o pior livro do ano! A adolescente Mia Hall, de 17 anos fica internada em coma, após um acidente do qual sua família foi vítima. Com seus pais e irmão mortos, seu "espírito" ronda o hospital enquanto ela procura decidir se luta para sobreviver ou se juntar à sua família.






::: Os olhos do dragão - Stephen King :::

Ao mesmo tempo um "conto de fadas" escrito para sua filha e um ensaio para a saga A Torre Negra, o livro conta a história de dois irmãos príncipes que têm suas vidas controladas de maneiras diferentes pelo cruel mago Flagg.







::: O talismã - O talismã 1 - Stephen King e Peter Straub :::

O adolescente Jake Sawyer, de 12 anos, atravessa o país, e outros mundos, em busca de um talismã que poderá salvar a vida de sua mãe, uma atriz que está morrendo por causa do câncer.
Esse livro também faz referência à saga A Torre Negra.






::: Harry Potter and the cursed child - J. K. Rowling, Jack Thorne e John Tiffany :::

Lançado em julho desse ano, o livro traz a transcrição da peça honônima apresentada em Londres e que conta a "oitava história" da saga Harry Potter.







::: A piada mortal - Alan Moore :::

Obrigatória tanto para os fãs de Batman quanto para fãs de quadrinhos em geral, essa HQ dá uma versão para o surgimento do icônico vilão Coringa, enquanto mostra seu embate definitivo com o herói de Gothan City.







::: Something to believe in - The Renegade Saints 4 - Ella Fox :::

O baixista Tyson Allen precisa exorcizar seus demônios se quiser ficar com a bela Daisy Hammond, a nova assistente da banda.








::: O Gamo-Rei - As brumas de Avalon 3 - Marion Zimmer Bradley :::

Spoilers.
Resenha - [Leia].








::: O Prisioneiro da Árvore - As brumas de Avalon 4 - Marion Zimmer Bradley :::

Spoilers.
Resenha - [Leia].







::: O médico e o monstro - Robert Louis Stevenson :::

História clássica, que já faz parte do imaginário popular. O livro conta a história de um médico ambicioso que, após uma experiência que deu errado, vê sua personalidade dividida entre duas personas completamente diferentes, o gentil "médico", e o assustador "monstro".





::: O iluminado - Stephen King :::

A família Torrance precisa passar a temporada de outono-inverno praticamente confinada no famoso Hotel Overlook. Conforme a neve vai avançando, o isolamento da família se torna mais pesado e coisas estranhas começam a acontecer com eles, misturando elementos sobrenaturais com problemas psicológicos;





::: Strictly temporary - volume one - Ella Fox :::

Arden Winger cresceu em uma cidade pequena e sofreu muito com o bullying dos colegas de escola. Mesmo na faculdade, a brincadeira cruel de alguns foi capaz de traumatizá-la para sempre com os homens. Até que ela conhece Exton Alexander...






::: Strictly temporary - volume two - Ella Fox :::

Spoilers.









::: Orgulho e preconceito (em HQ) - Ian Edginton e Robert Deas :::

A clássica história de Jane Austen adaptada ao formato de quadrinhos.
Desde que se conhecem em um baile, Lizzy e o Sr. Darcy não parecem se dar muito bem. À medida que o destino insiste em colocá-los nos mesmos ambientes, as características básicas de suas personalidades - orgulho e preconceito - se confundem e parecem querer separá-los ainda mais.

sábado, 24 de dezembro de 2016

Filme | Recomendação | Filmes sobre o Natal | Parte 1

Nenhum comentário:
Olá você! Aproveitando que hoje é sábado, dia de postar, e véspera de Natal, vim comentar um pouco sobre meus filmes preferidos de Natal. E quando digo preferido, não é da boca para fora. Se tem duas épocas em que adoro ver filmes temáticos, essas são Halloween e Natal. E alguns são indispensáveis!

Vamos à lista!

5) Esqueceram de mim

Talvez esse seja o filme mais reprisado da Sessão da Tarde na história e acho bem difícil acreditar que alguém não tenha assistido pelo menos cinco vezes na vida. Eu adoro esse filme e mesmo hoje assisto se passar na televisão. Macaulay Culkin era muito fofinho para ser ignorado.
Porém, caso você viva numa bolha ou seja muito novo, a história é simples: Kevin é um menino de oito anos que não se dá muito bem com as manias e personalidades de seus familiares. Uma semana antes do Natal, a família toda, umas doze pessoas pelo menos, resolve viajar junta. Porém, na noite antes da viagem, Kevin causa confusão com o irmão mais velho e, consequentemente, com toda a família, e é colocado de castigo. Na confusão que antecede a saída de todos para o aeroporto... Kevin é esquecido em casa! E só percebem quando chegam ao destino final!
Resultado, Kevin se vê sozinho em casa e o que a princípio é motivo para comemoração - porque ele havia desejado que a família sumisse - torna-se uma solitária corrida para defender a casa de dois assaltantes trapalhões!
Nem sei dizer direito porque gosto desse filme, mas é fantástico. Se ainda não viu, veja. Se já viu, reveja.

2) Os fantasmas de Scrooge

Apesar de a animação ser de 2009, a história é muito mais antiga e conhecida. Trata-se da adaptação do clássico Um conto de Natal, de Charles Dickens. Se ainda não sabe do que estou falando, veja se isso parece familiar:
Um homem muito rico e rabugento é visitado na véspera de Natal por três espíritos: O Espírito do passado, o Espírito do presente e o Espírito do futuro. Cada um deles mostra um aspecto da vida desse homem que ele esqueceu ou desconhece, o que transforma sua vida e seu gênio difícil.
Sentimento típico do Natal





3) O Grinch

Outro filme baseado em livro, de mesmo nome, do Dr. Seuss. Ele é de 2000 e tem uma das interpretações mais memoráveis de Jim Carrey. Aqui, acompanhamos a história de Grinch um ser rabugento que todo ano tenta atrapalhar o Natal dos habitantes da Cidade dos Quem. Por ser diferente dos outros - um ser verde e peludo - Grinch foi muito zoado pelos colegas durante sua vida inteira, o que o transformou em alguém mesquinho. Com a inesperada ajuda da pequena Cindy Lou Quem, que consegue enxergar algo bom em Grinch, ele terá a chance de ser alguém melhor.






2) Milagre na Rua 34

Susan é uma garotinha que não acredita em Papai Noel, porque sua mãe nunca viu necessidade de alimentar esse tipo de fantasia. Um dia, sua mãe, que trabalha em uma grande loja com tradição em fazer uma grande festa de Natal, contrata um senhor para ser o Papai Noel durante o período de festas. Misterioso e carismático, o homem conquista a confiança da pequena Susan e, pela primeira vez, a menina começa a questionar se o que a mãe sempre lhe disse era verdade... existe ou não existe Papai Noel?
O filme que eu assisti é a versão de 1994, com Mara Wilson (a Matilda), e é uma refilmagem de um filme de 1947.




1) O expresso polar

A animação estrelada basicamente por Tom Hanks em cinco papéis diferentes, conta a história de um menino (o Herói), que na véspera de Natal vê um trem parando em frente à sua casa - sem que haja sequer uma linha de trem ali. Ao sair para investigar, ele é convidado para conhecer o Pólo Norte e o Papai Noel. O menino não acredita nessas coisas e vê tudo com ceticismo, mas acaba embarcando no curioso trem.
A partir daí ele vai fazer amizade com Sarah, uma menina doce e determinada, e Billy, um garotinho medroso. Juntos, eles vão se aventurar pelo Pólo Norte, à procura de seus presentes e do grande astro da noite...

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Série | Recomendação | Finalizadas | Parte 1

Nenhum comentário:
Olá você!

Hoje vim falar sobre séries de tv! Não faz muito tempo, eu acompanhava pouquíssimas séries. Aliás, "acompanhar" é um termo muito forte. A única que eu realmente acompanhava era Supernatural. Ao longo de 9 temporadas, eu assisti todos os episódios. Na décima, ficou mais difícil acompanhar, mas estou recuperando o tempo perdido agora, com a Netflix... e atrasando a décima primeira... enfim....
Falando em Netflix, separei algumas séries que acho que todo mundo deveria ver e que estão disponíveis no serviço de streaming:

1) Gilmore girls / Tal mãe, tal filha
Aff, sério, Soraya? Você vai mesmo recomendar essa série tão batida? Sim, eu vou! Hoje e sempre. Mesmo porque, tenho que tirar essa série do caminho para as próximas postagens :)
A série conta a história de Lorelai Gilmore e sua filha, Rory. As duas vivem na cidadezinha Stars Hollow.
Não existe um grande plot nessa história, que gira em torno da grande amizade - e semelhança - de mãe e filha, e dramas familiares bem opostos à essa relação. Lorelai tem problemas com a mãe e compensa sua frustração sendo a melhor amiga da filha. Uma beleza de família.
De qualquer forma, esse é outro exemplo de série encantadora e inteligente, cheia de personagens interessantes. Não lembro de nenhum episódio em que Lorelai não tenha me feito rir.
Para quem gosta de ler, já deve ter visto por aí o desafio "Rory Gilmore Book Tag", que consiste em ler todos os livros que a personagem teria lido ao longo das 7 temporadas. É muito livro, a maioria da literatura inglesa e americana. E muitos sem tradução para o português. Mas esse é apenas um exemplo do quanto essa série, mesmo após chegar ao fim, influenciou a cultura pop.
Além disso, você também pode assistir aos quatro episódios novos feitos pela Netflix... ;)

2) How I met your mother
Ted reúne seus filhos para contar como conheceu a mãe deles e, assim, somos introduzidos à vida de Ted Mosby e seus amigos, nos longos anos que antecederam o dia em que ele, de fato, conheceu a mãe de seus filhos. Assim, através de flashbacks, que duram 9 temporadas, conhecemos Lily, Marshal. Robin e Barney, os amigos inseparáveis de Ted, que fizeram parte de sua jornada até o dia em que ele conhece a "mãe". Sim, o grande mistério da série é: "Quem é a mãe, pelamordedeus?"
Já fazia algum tempo que eu ouvia falar nessa série antes de finalmente conseguir assistir - valeu Netflix! Eu tinha uma ideia muito vaga da história e, por isso, quando vi o primeiro episódio, não pude deixar de me surpreender.
A série é leve, descontraída e realmente muito engraçada. Ao longo das 9 temporadas, os produtores conseguiram provar que ela foi planejada do início ao fim para contar exatamente aquela história. Mesmo que o final, para mim, tenha sido um pouco decepcionante: veja, não foi ruim, foi decepcionante PARA MIM. Cada um é cada um, sabe como é.
Mas não se assuste com a minha opinião. A série é ótima, com episódios curtos e dinâmicos, o Barney é uma figura, o Ted é um romântico incurável, Lily e Marshal formam um casal incrível e Robin é o que eu queria ser quando entrei na faculdade de jornalismo...

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

DMP | Metas de leitura 2016 | Derrotas

Nenhum comentário:
Olá você! Hoje é dia de fazer balanço da meta de leitura de 2016. E logo de cara vou dizendo que sim, infelizmente eu não consegui ler todos os livros que me propus no começo do ano. Os motivos são vários: ressaca literária, obsessão por Stephen King e crise de consciência por causa da quantidade de livros físicos não lidos na estante. O primeiro motivo ainda pode voltar; o segundo diminuiu, mas não acabou; e o terceiro foi excluído. Vou ler o livro que estiver afim e ponto! Sendo assim, vamos aos fracassos de 2016:

>>> DERROTAS <<<

::: A bússola de ouro (Fronteiras do Universo #1) - Philip Pullman :::




Eu comecei, mas não consegui levar à diante. A protagonista da história é uma menina chata que mais me estressa do que me cativa. Eu acho que não devo mais pegar livros infanto-juvenil para ler, mesmo que seja um clássico da literatura mundial. Não deu certo com As crônicas de Nárnia e pelo visto não vai dar com Fronteiras do Universo. Eu vou tentar de novo, um dia... mas não estou com pressa não.

::: Admirável mundo novo - Aldous Huxley :::



Eu sei que queria muito ler esse livro, mas me bateu aquela crise de consciência inútil: "Ah, mas tem tantos livros físicos na estante...". E sim, esse livro é digital...

::: Drácula - Bram Stocker :::



Ah, esse não é digital! Mas não criei coragem para ler um livro no formato epistolar. Foi preguiça mesmo, gente...

::: Laranja mecânica - Anthony Burgess :::




Mesma desculpa do AMN! É um livro digital e eu não estava no clima de dar prioridade para esse formato. Mas ainda quero muito ler!

::: O festim dos corvos (As crônicas de gelo e fogo #4) - George R. R. Martin :::




Eu estou lendo, a passos de tartaruga, sem pressa, saboreando... todos os livros da série até aqui foram lidos ao longo de um ano. Eu comecei esse na metade de 2016. Ainda estou no prazo normal...

::: O nome do vento (A crônica do matador do rei #1) - Patrick Rothfuss :::




Esse eu vou chorar quando terminar. Não de saudades. De ódio. E vou disponibilizar para troca no Skoob! Quero me livrar dessa praga que não engata nem desengata na minha vida.

::: Os três mosqueteiros (Trilogia dos mosqueteiros #1) - Alexandre Dumas :::




Outra praga que não engata! Eu sei, não deveria falar assim de um clássico, mas peguei uma bronca desse livro! Eu sempre quis ler, mas nossa... que decepção. Tento lembrar que se trata de um livro escrito em outro século, mas é difícil... bem difícil. Estou lendo e gostaria de terminar em 2016 ainda, mas não sei o que os próximos dias me reservam...

::: Robinson Crusoé - Daniel Defoe :::




Esse eu nem cheguei a pegar. Não estou muito preocupada, porque na verdade o livro não é meu, nem é emprestado. Faz parte do projeto "Abandone um livro"... um dia vou ler e então só deixá-lo por aí em algum lugar... e a diagramação feita pela Martin Claret não está ajudando...

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Recomendação | Cinco canais literários no Youtube (Booktube)

Nenhum comentário:
Olá você!

Hoje vou falar sobre um assunto que muito me agrada: Canais Literários do Youtube ou "Booktube". Para quem não sabe, muitos canais no Youtube são dedicados à literatura e eu passo muitas horas assistindo aos vídeos. Aliás, é principalmente de lá que tiro a maior parte das indicações para novos livros (mesmo aqueles que não são tão novos assim) e novos autores.

Vou fazer propaganda gratuita dos meus cinco canais favoritos e garanto que vai ter para todos os gostos! Vem comigo!

[ATUALIZADO 20/12/2016 - Parece que não estão aparecendo os vídeos que eu linkei aqui no blog. De qualquer forma, coloquei ao lado da descrição o link direto dos canais para vocês acompanharem].

5) Geek Freak - Victor Almeida - Link para o canal




Conheci Victor Almeida no Canal Literário "Olhos de Ressaca", espaço que ele dividia com mais dois amigos. Quando o ODR acabou, ele criou seu próprio canal e me conquistou de vez. Apesar de não gostar do estilo de livro que ele lê em sua maioria, gosto da personalidade dele e da qualidade dos vídeos.

4) Ler antes de morrer - Isabella Lubrano - Link para o canal



Isabella Lubrano é formada em jornalismo e apaixonada por literatura. Te lembra alguém? Rs...
Conheci esse canal logo no comecinho e venho acompanhando desde então. Gosto de como ela faz as resenhas, porque ela procura colocar conteúdos além do livro, fatos históricos e biográficos sobre livro e autor. É um conteúdo de qualidade e levado a sério. Mas com leveza.

3) Nuvem literária - Juliana Ciqueira - Link para o canal




Juliana Ciqueira tem um dos canais mais legais e com conteúdo relevante. Gosto das resenhas, das tags, da qualidade de som e vídeo. E ela é muito simpática também. Um dos canais mais conhecidos do "Booktube" brasileiro.

2) Literature-se - Mell Ferraz - Link para o canal




Mell Ferraz e eu temos gostos bem parecidos também. E, ela faz faculdade de Estudos Literários, que é meu sonho, apesar de morar muito longe de Campinas. Mas quem sabe do futuro? Gosto desse canal porque a Mell é inteligente e gente fina, e tem bom gosto para livros. E uma estante gigantesca! hauhauhauha

1) Tiny Little Things - Tatiana Feltrin - Link para o canal




Tatiana Feltrin é a rainha do Booktube. E não estou falando isso porque sou fã dela, mas a verdade é que praticamente todos os booktubers brasileiros de hoje beberam da fonte dessa mulher aí. Adoro os conteúdos, as tags, os livros resenhados, a estante, as opiniões que geralmente batem bastante com as minhas. Gosto especialmente do vídeo que ela fez após a leitura de Harry Potter pela primeira vez. Seu canal existe desde 2009 e ela tem vários projetos de leitura "pra vida": Rory Gilmore Book Tag, Livros Essenciais da Literatura Brasileira, Projeto Primeiros Livros e muitos outros. Eu gosto muito do trabalho dela!

*****

Então é isso, pessoas! Esses são meus canais favoritos e que acompanho quase religiosamente. Tem outros canais que acompanho e talvez numa próxima eu fale sobre eles. Espero que assistam os vídeos e gostem dos conteúdos e é só isso hoje!

Um abraço e até mais!

sábado, 10 de dezembro de 2016

Filme | Resenha | Animais fantásticos e onde habitam

Nenhum comentário:

Anunciado como um spin off da série Harry Potter nos cinemas, o filme sofreu no início com o desconhecimento de algumas pessoas a respeito de sua ligação com o livro de mesmo nome, lançado anos atrás como material extra da série original. Afinal, inicialmente foi anunciado como uma nova trilogia e as pessoas se perguntavam se aconteceria a mesma coisa que aconteceu com a trilogia cinematrográfia de O hobbit, que adaptava um livro de 300 páginas.
A preocupação é compreensível, mas gerada pelo desconhecimento. O livro Animais fantásticos e onde habitam foi lançado como um paradidático dentro do universo, um catálogo de criaturas mágicas que o zoologista Newt Scamander descobriu durante sua juventude e reuniu em um livro. Parte da renda das vendas deste e de Quadribol através dos séculos, outro livro extra, era convertido para a Fundação Lumus, criada por J. K. Rowling para ajudar crianças carentes. O interessante do livro é que ele era apresentado como sendo o exemplar de Harry durante seus anos de estudo em Hogwarts.



A história do filme se passa em 1926 e começa quando Newt Scamander chega a Nova York com sua maleta cheia de criaturas mágicas que ele vem catalogando. Ele planeja libertar um dos animais em seu habitat natural, após recuperá-lo de um contrabando. Chegando nesse novo mundo, desconhecido tanto para ele quanto para os fãs, que estavam acostumados à Londres dos anos 90, Newt logo se depara com um grupo de "trouxas" que está divulgando a existência de bruxos e exigindo uma "segunda Salem" para combatê-los. Enquanto assiste à cena curiosa, Newt percebe que um dos seus animais deu uma escapada. Trata-se do pelúcio, um bichinho danado que entra no prédio do banco e começa a coletar riquezas. Enquanto tenta pegá-lo, Newt conhece o padeiro Jacob Kowalski, que está ali para tentar empréstimo e abrir sua padaria.



Envolvido na busca de Newt de maneira desastrada, Jacob acaba trocando as maletas de ambos sem perceber quando tenta escapar e, ao abrir-la... deixa várias criaturas de Newt escapar.
Newt precisa, então, correr contra o tempo para recuperar os animais, pois a presença deles pode denunciar a existência do mundo bruxo e as leis americanas sobre o sigilo são muito rígidas. Além disso, a chegada de Newt a Nova York e toda a confusão que isso gera, coincidem com os ataques de um famoso bruxo das trevas que atuava na Europa. Logo, Newt se vê alvo da perseguição do Congresso Bruxo - a Macusa - e seus animais correm real perigo.
Não demora muito para perceber que a premissa inicial de caçar animais fantásticos por Nova York não é o verdadeiro argumento do filme, pois a presença do bruxo Grindelwald, ainda que apenas por uma atmosfera sinistra que permeia toda a aventura, torna tudo mais sério e justifica a produção de outras quatro continuações.



Newt é um bruxo comum, com dificuldade para olhar as pessoas nos olhos, mas muito próximo de seus animais. Seu envolvimento com as questões políticas de Nova York é mero acidente, bem diferente do fato "O escolhido" que perseguiu Harry Potter por quase toda sua vida. A diferença entre as duas franquias do Universo Bruxo de J. K. Rowling, também aparece no tom adulto dessa aventura.
Sua relação com os demais personagens servem como um complemento à sua própria personalidade, reclusa e nerd. Jacob é um no-maj (trouxa americano) divertido e que se encanta com o mundo bruxo, depois de uma primeira impressão assustadora. Tina, uma ex-auror buscando redenção, é uma mulher forte e inteligente, que não se importa em quebrar algumas regras para defender aquilo que acredita. E Queenie, irmã de Tina, é uma mulher doce e de ar inocente, mas passa longe do arquétipo "mulher loura burra" que alguns podem estar acostumados. Ela é uma oclumente e representa bem a distância que os bruxos americanos preferem manter dos no-majs. São dois mundos bem separados.
Outra prova de que esse filme veio para falar de temas mais sérios e expandir os conhecimentos dos fãs de Harry Potter é a presença de Percival Graves (Collin Farrell) e Credence (Ezra Miller), e a busca deles por uma criança com poderes extraordinários.



Não vou entrar em mais detalhes, pois posso escorregar em um spoiler a qualquer momento. O caso é que o filme é muito bom, interessante, os animais são fantásticos, os personagens são apaixonantes e J. K. Rowling acertou de novo! Vale a pena ir ao cinema, vale a pena o 3D, vale a pena continuar apaixonada pelo mundo mágico!

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Estreias | Fuller House, Rogue One e Sense8

Nenhum comentário:
Olá você! =D

Hoje vamos falar sobre as expectativas para esse mês lindo que é dezembro! E esse mês já começou com o pé na porta.


1. Fuller House - Netflix



Nossa querida Netflix traz a segunda temporada amanhã, dia 08. E como aconteceu na primeira temporada, eu já sei que vou terminar os episódios em 2 dias. Para quem não sabe, Fuller House é uma espécie de continuação de uma antiga série dos anos 80, chamada Full House ou, para quem assistia televisão na minha época, Três é demais (como era chamada no SBT). A série original contava a história de um viúvo que precisava cuidar de suas três filhas e, para isso, contava com a ajuda de seu melhor amigo e do cunhado.
O espírito de casa cheia e família unida permaneceu, quando a Netflix resolveu dar continuidade à série. Só que, dessa vez, é a filha mais velha, DJ, que tem que cuidar de seus três filhos e contará com a ajuda da irmã e da melhor amiga. Mesma fórmula, que funciona.
Para ser sincera, não acho a série grandes coisas. Nem a antiga, nem a nova. Na época em que Full House foi feita, até podia ser interessante assistir sobre uma família tão diferente, mas hoje em dia, "família diferente" tem um conceito totalmente diferente. Mas tudo bem. Fuller House não quer discutir questões muito filosóficas e nem tudo precisa discutir coisas. É uma série leve para passar algum tempo e relaxar. E eu gosto disso. Estava com saudade.



2. Rogue One - uma história Star Wars - Disney / Lucas Film



Esse é o filme mais aguardado desse mês, sem dúvida. Não sou a maior fã de Star Wars, só fui assistir a todos os seis filmes no ano passado, por causa de O despertar da força, que eu adorei. Mas essa sempre foi uma franquia que eu respeitava e agora é uma que eu gosto. E quero assistir Rogue One por vários motivos. Um deles é porque a protagonista é uma mulher forte. Outro motivo é porque é Star Wars e meu noivo quer muito ver. O terceiro motivo é que eu não vejo a hora de encerrarem a história da Estrela da Morte. Sério. Não aguento mais ouvir sobre essa super arma de destruição em massa. =P
A história acompanha Jin, uma garota durona, em sua tarefa de roubar os planos de construção da Estrela da Morte e entregá-la aos rebeldes (se você é noob de Star Wars como eu, é graças a esses planos que Luke Skywalker e os rebeldes conseguem frustrar o Império no Episódio IV). É uma espécie de spoiler, sim, mas o Episódio IV tem mais de 30 anos e Rogue One se passa pouco antes, então... não tem muito o que fazer.



3. Sense8 - Netflix



Eu já me conformei com o fato de ser a única pessoa no meu ciclo de convivências que gosta de Sense8. Aceitei que as pessoas pararam no primeiro episódio e não tiveram a fibra necessária para continuar. Mas eu continuei. E me apaixonei. E estou há um tempão esperando a continuação dessa sério maravilhosa!
E na CCXP 2016 (que aconteceu de 1 a 4 de dezembro) me deu a melhor e a pior notícia que eu poderia receber...
A boa: dia 23 de dezembro será lançado um episódio especial de natal! <3 O episódio vai funcionar como o primeiro da temporada...
A ruim: O resto da temporada só será lançado em maio de 2017! Sim, isso é muito triste.
Em Sense8, oito desconhecidos que vivem em diferentes partes do mundo, são de culturas diferentes e não têm qualquer ligação anterior, descobrem uma habilidade estranha... eles conseguem se conectar uns com os outros, à distância, e vivenciar situações e sentimentos como se fossem um só.
É, é complicado assim, mesmo.
Série não recomendada para menores de 18 anos, homofóbicos, religiosos, machistas e xenofóbicos.

Não coloquei o trailer, pq a segunda temporada ainda não tem trailer... :(

*****

E você? Gosta de alguma dessas séries e filmes que eu falei? Está esperando por alguma outra coisa que será lançada agora em dezembro? Conte nos comentários :)

Um abraço e até a próxima.